terça-feira, 26 de maio de 2015

Pensamentos de Santa Úrsula - Parma Vida


No dia 20 de maio, abertura da Novena de Santa Úrsula, a Escola MDC – Parma Vida fez a caixinha de pensamentos de Santa Úrsula proposta e preparada pela Ir. Teresinha Boscheco. Na abertura do Dia de Estudos sobre o Plano Municipal de Educação cada educador recebeu um dos pensamentos e leu para todos. Agora a caixinha fica no balcão da secretaria e todos os dias, ao chegar ao trabalho eles continuam lendo um pensamento por dia. Este foi o jeito que a Ir. Iradi encontrou para apresentar Santa Úrsula aos educadores com quem trabalha em Primavera do Leste.

Abertura do Ano Jubilar - Vila União - Curitiba


                 No dia 26 de abril, Domingo do Bom Pastor, celebramos a abertura Ano Jubilar da Vida Religiosa  na Comunidade de Santo Aníbal, Vila União, Curitiba/PR.

Nesta celebração o Pe. João Ademir Vilela  frisou como Santa Úrsula queria ser um RAIO DE SOL na vida das pessoas. Nesta ocasião três crianças da comunidade receberam o sacramento do batismo.                 





segunda-feira, 25 de maio de 2015

Centro de Educação Infantil Recanto Feliz Santa Úrsula

No dia 09 de fevereiro de 2015, com a benção oficial do Pe. Dorival Zanetti, no Centro de Educação Infantil Recanto Feliz Santa Úrsula e na nossa casa, iniciamos as atividades pastorais e educacionais na Comunidade Vila União. 











Também neste ano a nossa comunidade quer seguir os conselhos de Santa Úrsula: "PROCURA ESTAR UNIDA A DEUS CONTINUAMENTE... DIRIGE O TEU PENSAMENTO A JESUS NO MEIO DO TRABALHO COMO A FLOR SE DIRIGE PARA O SOL". Com a benção e a graça de Deus tudo fica mais fácil!

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Novena de Santa Úrsula - 28 de maio - nono dia

Sarcófago de Santa Úrsula
9º Dia da Novena - 28.05.2015  
Cego Bartimeu

(Mc 11,46-52) – ler o Evangelho da Bíblia

 Que cenário maravilhoso!  Por causa de sua beleza e profundidade da mensagem que contém, nunca será demais contemplá-lo.  Como aquela gente procura estar perto de Jesus, como se sente bem e segura junto Dele!  Não querem afastar-se d'Ele: preferem não comer, não dormir para não perder o lugar perto de Jesus quando Ele está a caminho, e para descansar aos Seus pés, quando Ele está repousando. 
Será que este grupinho de almas apaixonadas não me envergonha?  Eles não conheciam Jesus assim como eu O conheço: eles veem n'Ele somente um grande profeta, mas ainda não percebem n'Ele o Filho de Deus; não exclamam diante d'Ele assim como São Tomé após a Ressurreição: "Meu Senhor e meu Deus”, mas já cercam-no com tão grande amor e veneração. 
No entanto, eu, eu Te conheço, ó Jesus!  A minha mãe, a nossa Igreja Católica, me ensina quem Tu és, aliás, Tu mesmo estás fazendo isso também.  No silêncio da oração após a Comunhão, já tantas vezes eu havia escutado esta voz doce: "Jesus está aqui".  Não tinha acontecido de que a Tua consolação transbordava o meu coração, dizendo-me com maior força do que as palavras: "Eu sou o Senhor e Teu Deus"; contudo, quão seguidamente sou fria e indiferente contigo, Senhor, hóspede da minha casa!  Como eu deveria chorar a minha insensibilidade e prometer a Jesus, presente no Sacrário, que desde agora quero permanecer junto d'Ele e amá-lo com fidelidade.
2.  Como é humilde este cego!  Ele grita em voz alta, pedindo ajuda; mesmo a repreensão por parte da multidão, não foi capaz de o calar.  Ele sente a própria miséria e a reconhece em voz alta diante de todos.  Não se sentem envergonhado por causa da própria miséria, que sozinho não é capazes de superar, não se importa que é pobre, que os outros o rejeitam, ele quer que Jesus o ajude e clama por esta ajuda, embora toda zombaria e escárnio humano.  Está necessitado de ajuda de Jesus e acredita somente nela. 
Este deveria ser também o meu procedimento em relação a Deus, a mim mesma e em relação aos outros.  Em relação a mim - este humilde entendimento da própria insignificância, da própria miséria.  Nada posso, nada sei, porque sou pobre e miserável, somente Jesus pode me ajudar, somente Ele pode me dar luz necessária para eu cumprir bem e eficazmente os meu deveres.  Somente Ele pode me fortificar no trabalho externo e interior, somente Ele pode abrir os olhos da minha alma para que eu saiba olhar ao alto e conhecer este Pai que está no céu e cumprir a Sua santíssimavontade, conforme a qual eu tenho que viver para entrar no Reino do céu.  Somente Jesus pode me dar a mão com eficácia e conduzir-me com toda segurança pelo caminho da salvação, somente Jesus é o Intercessor entre o homem e Deus, por isso tenho que me refugiar n'Ele, clamar a Ele sem cessar, cada vez com maior insistência e maior ardor, ainda que me pareça que Jesus não está me escutando. Clamar, nunca me desanimando, nunca perdendo a esperança!  E nunca me importar com o que falam os outros; podem me repreender, podem zombar, querendo me afastar de Jesus.  O que me interessa a opinião do mundo? 
Ó Jesus, quero colocar a minha confiança em Ti; sou miserável, sei disso; sou cega porque não Te vejo.  Por vezes, parece-me que estou tão longe de Ti, mas também com isso não quero me inquietar; às vezes é escuro em torno de mim, uma escuridão completa e já não vejo mais o meu caminho.  Até não me deve enganar a tranquilidade; basta que eu não cesse de clamar a Ti, então eu sei que virá a hora em que Tu falarás a mim e me dirás: "O que queres que eu te faça”?  Então eu pedirei uma só coisa: "Senhor, que eu veja, abre os olhos da minha alma para que eu possa ver a Ti, ó Jesus, meu Senhor e meu Deus"!(Med. VIII-21)
Para refletir:

1.      Qual é a minha maior cegueira ou melhor, qual é a situação que eu não quero ver na minha vida, fazendo-me cego(a) diante dela?
2.      Onde já busquei as forças para olhá-la de frente e não fugir dela?
3.      Como reajo, quando vejo outras pessoas nesta situação?

Oração da Confiança ao Coração de Jesus pela intercessão de Santa Úrsula.

Ó Jesus, ao vosso Coração recomendamos este pedido (...). Olhai para ele.
Fazei o que o vosso Coração mandar. Permiti agir o vosso Coração.
O Jesus, conto convosco, confio em Vós e a Vós me entrego.
Ó Coração repleto de amor, toda a minha confiança ponho em Vós,
pois eu sozinho(a) sou capaz de todo mal, mas tudo espero de vossa bondade e amor.

Pelos merecimentos de nosso Senhor Jesus Cristo, aceitai, ó Deus
as orações levadas a Vós pela intercessão de Santa Úrsula,
a imitadora fiel das virtudes do Sagrado Coração de Vosso Filho,
e concedei-nos a graça que confiantes vos pedimos. Amém.

Sagrado Coração de Jesus, temos confiança em Vós.
Santa Úrsula, rogai por nós.



Novena de Santa Úrsula - 27 de maio - oitavo dia

8º Dia da Novena - 27.05.2015
 Terceiro anúncio da Paixão
(Mc 10,32-45) – ler o Evangelho da Bíblia
1.  Jesus prediz aos apóstolos a Sua paixão, com todos os seus detalhes dolorosíssimos.  Considera, ó minha alma, este abismo de dor do Coração de Jesus.  Pois bem, é óbvio que a espera pelo sofrimento é mais dolorosa, mais cansativa, do que o próprio sofrimento.  E Jesus vê tudo isso diante de si, essa paixão terrível, essa humilhação infinita e essa morte cheia de opróbrio.  O Sacratíssimo Coração sente medo e repugnância diante desta horrível hora, no entanto, com toda a tranquilidade, com esta infinita bondade e dedicação continua o seu trabalho apostólico, alivia a dor dos corações humanos, cura os doentes, consola os aflitos.  Que força e que amor em tudo isso!
 Ó Jesus, o quanto Tu tinhas sofrido não somente nas horas da Tua Paixão, mas durante toda a Tua vida, quando sempre tinhas diante dos Teus olhos a cruz, os cravos, a agonia!  E ninguém sabia disso, ninguém Te consolava, até os próprios apóstolos não Te haviam compreendido e não tinham compaixão de Ti.  Oh, eu quero sentir a Tua dor, ó meu querido Jesus!  Com o meu amor quero consolar este Teu coração que durante toda sua vida agonizava em vista daquela agonia na cruz. 
2.  "Podeis vós beber o cálice que eu devo beber"?  Esta foi a resposta à pergunta, ao pedido da mãe dos filhos de Zebedeu para que estes pudessem ocupar os altos lugares no céu.  Quanto mais alto aspira a nossa alma e quanto mais intensamente visamos a santidade, tanto mais preparadas devemos estar para a cruz.  A cruz é o caminho ao céu; este caminho seguiu Jesus, este seguia a Santíssima Virgem Maria, a Mãe de Deus e todos os santos.  Sempre devo ter diante dos olhos esta verdade:  ao céu se vai pelo caminho da cruz. 
(...)  Estou buscando a santidade, então também eu hei de beber este cálice do sofrimento que Jesus bebeu até o fundo.  Quanto mais uma alma progride no caminho da santidade, tanto mais Deus a experimenta, mandando-lhe as cruzes.  Mas, quais são as cruzes que levam à santidade?  Infelizmente, não todas; somente aquelas que abraçamos e aceitamos com amor, aquelas que carregamos em paz e serenidade;aquelas cruzes que não fecham o coração numa tristeza egoísta às dores do próximo, que não levam ao enternecimento consigo mesmo e em consequência — à preguiçano trabalho, à negligência dos deveres.[Na vida] devem existir cruzes, pois elas são um tesouro precioso, elas conduzem ao céu e nos permitem a testemunhar o nosso amor a Jesus; portanto, é preciso amá-las muito.  Oh, quantas vezes, (...) as almas tornam-se frágeis às contrariedades, lamurientas a qualquer dor!  Até a mais pequenas coisa provoca azedumes, descontentamentos nesta pobre alma que não compreendeu que a salvação está somente na cruz. 
Ó bom Jesus, dá-me o amor da cruz!  Salve, ó santa Cruz, minha única esperança.
(Med. VIII-19)
Para refletir:

1.      Como eu reajo e me comporto diante das dificuldades que a vida traz consigo?
2.      Dê algum exemplo de aprendizado com o sofrimento, de sua superação?
3.      Dê exemplo de pessoas doentes, desenganados pelos médicos, que você conhece e que servem de exemplo para conviver com a doença na serenidade e aceitação, mais – que nesta situação dedicam-se para os outros?

Oração da Confiança ao Coração de Jesus pela intercessão de Santa Úrsula.

Ó Jesus, ao vosso Coração recomendamos este pedido (...). Olhai para ele.
Fazei o que o vosso Coração mandar. Permiti agir o vosso Coração.
O Jesus, conto convosco, confio em Vós e a Vós me entrego.
Ó Coração repleto de amor, toda a minha confiança ponho em Vós,
pois eu sozinho(a) sou capaz de todo mal, mas tudo espero de vossa bondade e amor.

Pelos merecimentos de nosso Senhor Jesus Cristo, aceitai, ó Deus
as orações levadas a Vós pela intercessão de Santa Úrsula,
a imitadora fiel das virtudes do Sagrado Coração de Vosso Filho,

e concedei-nos a graça que confiantes vos pedimos. Amém.

Sagrado Coração de Jesus, temos confiança em Vós.
Santa Úrsula, rogai por nós.

Novena de Santa Úrsula - 26 de maio - sétimo dia

Cama de Santa Úrsula
7º Dia da Novena - 26.05.2015 Abandono total para seguir Cristo.
(Mc 10,28-31) 
ler o Evangelho da Bíblia

Eu posso dizer com a consciência tranquila que abandonei tudo? 
A grande recompensa foi prometida àqueles que abandonaram tudo.  Mas não é fácil abandonar tudo.  Não basta deixar a casa, os pais, familiares, riqueza, comodidades, o mundo; mas precisa abandonar — e isto é o mais importante — o próprio eu, este "eu" ambicioso, egoísta, arbitrário, caprichoso, que se ofende facilmente; esquecer de si e nunca mais voltar a este "eu" miserável, afastar dele o olhar e fixá-lo constantemente em Jesus, nosso Mestre, para segui-lo fielmente. 
Porque só o fato de ter abandonado tudo não basta, é preciso seguir Jesus.  Segui-lo por onde Ele conduz e nem sequer perguntar o que Ele quer fazer conosco.  Segui-lo na pobreza total.  As raposas têm suas tocas, os pássaros celestes — seus ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça.  Segui-lo; seguir Jesus rejeitado e humilhado, — que dissera sobre si mesmo: "sou um verme, não sou homem, o opróbrio de todos e a abjeção da plebe".  Segui-lo no trabalho duro, pois quanto Ele havia trabalhado na carpintaria de São José e durante a sua vida apostólica, como estava cansado, sedento, junto ao poço de Jacó!  Segui-lo, seguir a este Jesus, carregando a cruz pesada, e pela cruz seguir rumo ao céu, porque o mais seguro, é o caminho da cruz! 
Ó Jesus, deixarei tudo de boa vontade, para seguir-Te fielmente!
Para refletir:

1.      Qual é o meu maior apego (dou tudo, menos...) que me impede seguir Cristo?
2.      Acredito eu de que o meu apego não tem nada de haver com o amor, mas com uma possessão e por isso me prende ou deixa alguém preso a mim? Dê um exemplo concreto.
3.      Quais as justificativas que uso para provar que a aglomeração das coisas é necessária para viver bem? Usufruo delas com a liberdade dos filhos de Deus?

Oração da Confiança ao Coração de Jesus pela intercessão de Santa Úrsula.

Ó Jesus, ao vosso Coração recomendamos este pedido (...). Olhai para ele.
Fazei o que o vosso Coração mandar. Permiti agir o vosso Coração.
O Jesus, conto convosco, confio em Vós e a Vós me entrego.
Ó Coração repleto de amor, toda a minha confiança ponho em Vós,
pois eu sozinho(a) sou capaz de todo mal, mas tudo espero de vossa bondade e amor.

Pelos merecimentos de nosso Senhor Jesus Cristo, aceitai, ó Deus
as orações levadas a Vós pela intercessão de Santa Úrsula,
a imitadora fiel das virtudes do Sagrado Coração de Vosso Filho,
e concedei-nos a graça que confiantes vos pedimos. Amém.

Sagrado Coração de Jesus, temos confiança em Vós.
Santa Úrsula, rogai por nós.


Novena de Santa Úrsula - 25 de maio -- sexto dia

Casa da Família de Santa Úrsula 
6º Dia da Novena - 25.05.2015– Jovem rico
(Mc 10,17-27) – ler o Evangelho da Bíblia

Pobre jovem!  Quer chegar à perfeição, quer a santidade mas teme as dificuldades.  Seguir Jesus pelo caminho da santidade significa lutar, renunciar ao próprio eu, ao mundo, renunciar a tudo o que a nossa natureza ama e valoriza; e isso é difícil, isso dói, isso é um sacrifício.  Observamos aqui a luta entre a natureza e a graça — a natureza vence.  Que triste fim destes lindos desejos e aspirações!  Aquele jovem afasta-se de Jesus, porque prefere seus bens materiais e riqueza, porém a tristeza enche seu coração.  O mundo não pode dar a felicidade; quanto mais a buscarmos na terra, tanto menos a encontraremos. 
Oxalá, eu compreendesse aquilo o que esse jovem não quis compreender: a felicidade encontraremos somente ao lado de Jesus, seguindo os seus passos.(Med. VIII-16 c)


 É difícil para um rico entrar no reino dos céus.  Como são duras estas palavras, mas também elas deveriam ser para nós um incentivo para amarmos a pobreza.  O próprio Jesus era tão pobre; não tem onde reclinar a cabeça.  Ele é o nosso modelo, o conhecimento da Sua pobreza deveria nos apaixonar, nos encher de desejo dessa pobreza.  Quanto mais pobre, tanto melhor. 
Em espírito de obediência é preciso aceitar tudo o que recebo, mas alegrar-se quando sinto necessidade de algo, quando tenho algum incômodo, porque isso é graça, é felicidade!  De vez em quando é preciso fazer uma revisão das coisas que possuo, ver se não me sinto apegada a esta ou aquela coisa e depois - se não acumulo as coisas desnecessárias, que poderiam ficar muito bem na biblioteca ou no depósito comum.  Que a quantidade das coisas dadas a mim para o meu usoseja o menor possível; eu não deveria ter reservas de livros, cadernos, roupa...(...)Quanto mais pobre eu for, tanto mais perto do meu Jesus estarei.  Se me impuserem algumas exceções, obedecerei, mas aceitá-las-ei em espírito de penitência e humilhação - e me alegrarei quando novamente puder voltar à vida comum.  Que nunca sinta inveja daqueles que possuem mais, que usam de exceções, talvez ao contrário - olharei com santa inveja aqueles que vivendo a vida comum, são os mais pobres e necessitam menos. (Med. VIII-17a)
Para refletir:

1.      O mundo me apresenta o valor da pessoa de acordo com os bens aglomerados que ela possui? Quais as consequências disso na minha vida?
2.      Como repercute em mim, quando encontro um andarilho, ou uma pessoa que bate à minha porta pedindo ajuda?
3.      Quais são os meus desejos mais profundos?

Oração da Confiança ao Coração de Jesus pela intercessão de Santa Úrsula.

Ó Jesus, ao vosso Coração recomendamos este pedido (...). Olhai para ele.
Fazei o que o vosso Coração mandar. Permiti agir o vosso Coração.
O Jesus, conto convosco, confio em Vós e a Vós me entrego.
Ó Coração repleto de amor, toda a minha confiança ponho em Vós,
pois eu sozinho(a) sou capaz de todo mal, mas tudo espero de vossa bondade e amor.

Pelos merecimentos de nosso Senhor Jesus Cristo, aceitai, ó Deus
as orações levadas a Vós pela intercessão de Santa Úrsula,
a imitadora fiel das virtudes do Sagrado Coração de Vosso Filho,

e concedei-nos a graça que confiantes vos pedimos. Amém.

Sagrado Coração de Jesus, temos confiança em Vós.
Santa Úrsula, rogai por nós.

Novena de Santa Úrsula - 24 de maio - quinto dia

5º Dia da Novena - 24.05.2015 
Aparição de Jesus aos apóstolos.

(Jo 20,19-23) – ler o Evangelho da Bíblia

1.“A paz esteja convosco”.  Com estas maravilhosas palavras Jesus saúda os apóstolos, aparecendo-lhes pela primeira vez depois da Sua Ressurreição. 
Imaginarei esta cena comovedora.  À noite do Domingo da Ressurreição, os apóstolos estão reunidos no Cenáculo.  As portas estão fechadas por causa do medo dos judeus.  Certamente estão conversando sobre o que ouviram das mulheres que disseram terem encontrado Jesus e conversado com Ele.  Pedro e João encontraram o túmulo vazio, mas Jesus, não O encontraram.  Podem eles acreditar nas mulheres, não tinha sido apenas uma impressão?  Quiçá alguém tenha roubado o corpo de Jesus!  Será verdade que o Mestre está vivo?  Será que nunca mais irão vê-Lo e a Sua obra cairá?  Há momentos em que a tristeza abate os apóstolos e outros momentos, quando a alegria toma conta deles ao pensar que talvez Jesus esteja vivo de verdade... então, de repente, apesar das portas fechadas, veem Jesus na sua frente, radiante, sereno, saúda os apóstolos, os quais não podem acreditar no que estão vendo.  Jesus dirige-se a eles com este amor tão conhecido a eles, e diz palavras novas: “A paz esteja convosco”.  Ouvem extasiados, atiram-se de joelhos, reverenciando o seu Senhor, mas este repete: “A paz esteja convosco”.  No coração dos apóstolos, certamente, se fez silêncio e paz.  Desapareceu o medo de estarem abandonados e deixados sem proteção que os acompanhava por três anos - pressentem que Jesus lhes é dado agora para sempre.  Entenderam que a paz é este dom precioso que Jesus mereceu a nós com a Sua Paixão e Morte.  Entenderam que esta doce paz divina, anunciada pelos anjos na hora do nascimento de Jesus, prometida por Jesus aos apóstolos depois da instituição do Santíssimo Sacramento, esta paz agora se tornou propriedade dos corações de boa vontade, dos corações desejosos de servir Jesus.  Entenderam que esta santa paz divina pode acompanhar o pobre homem no meio das tempestades e das trevas e cruzes temporais, até a morte e por toda a eternidade.
Felizes os apóstolos aos quais o próprio Jesus veio trazer a paz.  Mas, ó meu Jesus, Tu tens merecido esta paz também para mim, basta que eu procure conseguir este presente tão suave.  Jesus quer dar-me, porém, não sem a minha colaboração.  Devo comportar-me (..), particularmente, conforme este conselho: “Antes fazer a vontade dos outros do que a minha142.   
Jesus, eu também quero ter esta santa paz, desejo tê-la e farei o que Tu exigires de mim, ó meu Senhor.  Dize também a mim estas suaves palavras: “A paz esteja contigo”.
(Meditações março/abril - 61)
Para refletir:

1.    Santa Úrsula era chamada de raio de sol pela paz que transmitia no relacionamento. De que modo promovo a paz no ambiente onde vivo e trabalho?
2.    Traga aqui as pessoas que você conhece como anjos de paz.
3.    Jesus não aparece aos discípulos, depois da Ressurreição, para cobrar deles a infidelidade ou traição, mas para lhes transmitir a paz e os enviar para pregar o Evangelho. Como reajo eu, quando encontro a pessoa que um dia me traiu ou me enganou?

Oração da Confiança ao Coração de Jesus pela intercessão de Santa Úrsula.

Ó Jesus, ao vosso Coração recomendamos este pedido (...). Olhai para ele.
Fazei o que o vosso Coração mandar. Permiti agir o vosso Coração.
O Jesus, conto convosco, confio em Vós e a Vós me entrego.
Ó Coração repleto de amor, toda a minha confiança ponho em Vós,
pois eu sozinho(a) sou capaz de todo mal, mas tudo espero de vossa bondade e amor.

Pelos merecimentos de nosso Senhor Jesus Cristo, aceitai, ó Deus
as orações levadas a Vós pela intercessão de Santa Úrsula,
a imitadora fiel das virtudes do Sagrado Coração de Vosso Filho,

e concedei-nos a graça que confiantes vos pedimos. Amém.

Sagrado Coração de Jesus, temos confiança em Vós.
Santa Úrsula, rogai por nós.

Novena de Santa Úrsula - 23 de maio - quarto dia

 4º Dia da Novena - 23.05.2015 – Preocupação de Pedro com o João

(Jo 21,20-25) – ler o Evangelho da Bíblia

1.  Pedro segue a Jesus – ficou sabendo, embora sem ter compreendido totalmente, o que Jesus lhe predestinara no futuro, mas, ao seu lado vê o apóstolo, o qual pousava no coração de Jesus durante a última ceia e talvez por afeição para com quem estava junto dele fielmente e quem com ele corria até o sepulcro, com ele estava no mar, quer saber o que Jesus pretende fazer com este apóstolo.  “Senhor, e este?  Que será dele?”  Jesus lhe dá uma resposta que também (...) muitas vezes deveriam tomar ao coração: “Que te importa?”  (...)
É uma grande coisa não se meter nas coisas dos outros, se isto não for o nosso dever.  (...) Por que te incomodas com o que fazem os outros, por que espionar, por que te entregas a curiosidades inúteis, e com isto perdes a paz, inquietas a tua alma, afastando-te do trabalho tranquilo e sistemático sobre a própria vida?  Para que serve isto?  O que me dá? 
Tenho trabalho suficiente para comigo mesma, tantos assuntos a refletir, preciso tanto de estar unida com Deus, de ter esta santa paz, que encontro somente junto a Deus, com Deus e em Deus.  Se eu soubesse manter o meu pensamento junto a Ti, ó meu Jesus, e junto a minha obrigação, como seria tranquila e feliz!  Por que preocupar-me com os outros, ainda mais que isto não apenas não me ajuda à santidade, mas atrapalha.  E aos outros também nada ajuda, ao contrário, às vezes desperta a revolta na alma, até a vontade de contrariar, quando percebem que alguém inconvenientemente as vigia, cuida, mete-se no que não é de sua conta. 
Ó meu Jesus, crava o meu pensamento em Ti, à Tua cruz, à cruz das minhas obrigações, e que isto me baste – nada mais!
         2.  São Pedro quer saber o que será com João no futuro.  O amor para com o fiel companheiro desperta nele este interesse.  Mas Jesus nem isto considera.  Por que Pedro há de se perguntar pelo futuro?  Pois o futuro está nas mãos de Deus, nas mãos do nosso melhor Pai, por que, então, averiguá-lo com curiosidade?  Ele virá no seu tempo e trará o que Deus quer nos dar para o nosso bem. 
É uma grande paz, este confiança total em Deus.  Deixemos o futuro nas mãos do Senhor Jesus, Mestre, nosso Amigo. Ele não nos prejudicará, não nos preocupemos como será o nosso futuro, será o que Deus quiser, e isto será bom.  Tiremos fora do coração estas preocupações mordazes sobre o amanhã,“basta o dia de hoje com as suas misérias, o amanhã lembrar-se-á sozinho de si mesmo147.  Hoje passar um dia de modo divino, hoje trabalhar o meu interior, hoje cumprir melhor as minhas obrigações – é isto que devo desejar, com isso ocupar os meus pensamentos, mas os cuidados do amanhã deixar para o Senhor, porque Ele “tem os cuidados de vós148”.
Quantas vezes afligimo-nos com os pensamentos escuros, pressentimentos, temores sobre o futuro – o que será neste caso, o que será no outro caso... a pobre alma agita-se, inquieta-se, fica nervosa, mas depois Deus faz com que a situação tome outro rumo, tudo acontece de outra maneira, do que tínhamos temido, de modo que chegamos a dizer a nós mesmas: por que me preocupei tanto, por que tanta fadiga e esta inquietação prejudica tanto a minha alma?  Então, vale a pena expor a alma a vários desgostos, talvez até o pecado, por causa de suposições incertas? 
Jesus, o meu futuro entrego nas Tuas mãos e Te digo com a paz absoluta: “eis que venho, Senhor, fazer a Tua vontade” 149, mostre-me e eu servir-Te-ei fielmente sempre em toda parte” .
3.  São João confirma a verdade do Evangelho que escreveu e que nos transmitiu.  Ele viu, ele ouviu; pela verdade ele estava disposto entregar a vida. 
E eu?  Eu, ó Jesus, quero crer!  Terminando estas meditações sobre a Ressurreição do Senhor, direi: “Creio, creio que o Cristoressuscitou, creio que a sua Ressurreição é o melhor aval de sua divindade e de sua vitória sobre o demônio e sobre o pecado; creio que a Ressurreição é o penhor da minha ressurreição.  Ó Jesus, viver contigo no céu um dia, e por agora, como Tu, ó Senhor, trabalhar para merecer esta Ressurreição – trabalhar com humildade, com amor e carregando a cruz de cada dia silenciosa e alegremente – contigo e para Ti”.
(Med. III/IV – 67)
Para refletir:

1.      Como está a minha ocupação com os outros?
2.      Como está a minha preocupação com o amanhã?
3.      O que faço, concretamente, para viver bem o dia de hoje?

Oração da Confiança ao Coração de Jesus pela intercessão de Santa Úrsula.

Ó Jesus, ao vosso Coração recomendamos este pedido (...). Olhai para ele.
Fazei o que o vosso Coração mandar. Permiti agir o vosso Coração.
O Jesus, conto convosco, confio em Vós e a Vós me entrego.
Ó Coração repleto de amor, toda a minha confiança ponho em Vós,
pois eu sozinho(a) sou capaz de todo mal, mas tudo espero de vossa bondade e amor.

Pelos merecimentos de nosso Senhor Jesus Cristo, aceitai, ó Deus
as orações levadas a Vós pela intercessão de Santa Úrsula,
a imitadora fiel das virtudes do Sagrado Coração de Vosso Filho,
e concedei-nos a graça que confiantes vos pedimos. Amém.

Sagrado Coração de Jesus, temos confiança em Vós.
Santa Úrsula, rogai por nós.









Santa Úrsula - 22 de maio - Terceiro dia da novena

3º Dia da Novena - 22.05.2015 – Pedro, tu me amas?

(Jo 21,15-19) – ler o Evangelho da Bíblia

1.  Representar-me-ei nesta cena comovente.  Na beira do mar da Galiléia está Jesus como que circundado pela sua santidade e sua divindade.  Pedro e outros apóstolos estão ainda ocupados com as redes e com os peixes.  Pedro contempla o Senhor com este seu amor ardente e fogoso que, é verdade, uma vez falhou, mas talvez isto aconteceu para fazer este amor de arrependimento mais forte e mais profundo.  Ele, ensinado com o triste incidente, já não conta orgulhosamente consigo, mas confia no Senhor, confia que o Senhor terá compaixão da sua fraqueza e nunca mais permitirá que ele caia.  E Jesus volta-se a Pedro: “Simão, filho de João, amas-me mais do que estes?”

Quão grandes sentimentos de alegria e amor acenderam-se nos corações dos Apóstolos!  Jesus quer ter certeza de que Pedro o ama, mas Ele, quem tudo sabe, quem lê neste pobre coração, sabe que o Apóstolo ama o Mestre ao ponto de que hoje daria a sua vida por Ele, que o mundo inteiro nada vale para Pedro, porque quer ter somente Jesus perto de si, estar sempre com Ele, já que de verdade O ama tanto!  Ele não pensa em estar amando mais do que os outros.  Ele sabe que está amando, e isto é tudo para ele.

Posso eu também dizer assim a Jesus: “Jesus, eu Te amo tão ardentemente, que tenho uma só coisa na minha mente – contentar a Ti, a Ti amar, consolar-Te, estar sempre Contigo – Tu me bastas por tudo”?

            2. “Apascenta os meus cordeiros”.  “Apascenta as minhas ovelhas”.  Depois de cada declaração de amor, o Senhor Jesus exige de Pedro que trabalhe para a salvação das almas.  Amas-Me, então trabalhe em favor dos próximos – esta é a melhor prova de amor que podes Me dar.

 Ó Jesus, quero gravar isto no coração.  Quero dar-Te as provas de amor, trabalhando conforme as minha débeis forças em favor das almas.  Este trabalho exige que eu me esqueça de mim, que me dedique e seja bondosa para com os outros.

O que é que eu posso fazer para Ti, para as almas?  A primeira coisa é a bondade sem limites – a bondade, que tem apenas um desejo – tornar a vida do próximo mais doce, e para isto preciso de serenidade de espírito.  Quanto mais alegria der aos outros, esta santa alegria divina, tanto mais facilmente chegarei às suas convicções, mais facilmente os influenciarei. 

O primeiro é o apostolado da bondade – a primeira maneira de entrar nos corações é a constante serenidade da alma, um constante reflexo da felicidade divina no rosto, a alegria constante em todo o meu ser.  Isto é difícil, certamente, porque muitas vezes sentimos a alma pesada e as lágrimas umedecem os olhos, mas não podemos mostrar o que dói, e é preciso estar radiante, serena, isto é para os outros, para o bem deles, para a felicidade deles, para servir de exemplo para eles. Este é o apostolado e este é um ato de amor para com Deus.

 O apostolado da bondade é sacrificar-se em favor dos outros e, isto tampouco é fácil!  Devo renunciar a busca do meu conforto, do meu prazer, do meu gosto, submetendo o meu eu, a minha felicidade a minha satisfação, à felicidade e à satisfação dos outros; isto é difícil, mas esta é a vitória da bondade.  Viver para os outros, não para si – este é o caminho para conquistar as almas.

O apostolado da bondade é o esquecimento de si, é transformar-se em nada, para viver em favor dos outros; inicialmente para o bem material deles, e, através disso, devagar, para o bem das almas imortais. 
Oh, dir-Te-ei, ó meu Jesus: quero Te amar trabalhando pela salvação das almas com  bondade, com uma santa alegria em Deus, com dedicação e esquecimento de mim mesma.

            3.  Jesus pergunta a Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas?”   Pedro se assusta com isso, se recorda da sua tríplice negação de Jesus, deste seu Mestre amado, e o arrependimento, um profundo arrependimento que constantemente sentia na alma, renova-se nele com força dobrada.  Como ele, que negou o Senhor, terá o direito de afirmar o seu amor?  E agora com o temor sagrado, com o mais ardente arrependimento e a mais sincera humildade repete esta confissão de amor.  Pecou, é verdade, mas ama tanto mais agora, com maior amor quer reparar ao seu Senhor a ofensa, e este arrependimento e afeição se unem num sentimento do mais puro amor.  “Senhor, sabes tudo, Tu sabes que Te amo”.  Jesus aceitou esta reparação feita por Pedro, este triplo ato do mais puro amor pela tripla negação do Senhor.

Ó Senhor, como Pedro, também eu quero reparar pelas minhas culpas com o arrependimento do amor e com o amor do arrependimento, do fundo do coração dizendo-Te: “Senhor, embora eu seja miserável e indigna, mas eu Te amo acima de tudo, sempre em toda a parte”.
(Med.III/IV-65)
Para refletir:

1.      Como você avaliaria o seu amor para com Deus no seu dia-a-dia?
2.      Qual é o primeiro mandamento de Deus e como você o vive na prática de sua vida?
3.      Você teria coragem de olhar nos olhos de Deus e como Pedro responder: Senhor, Tu sabes tudo, Tu sabes que eu Te amo?

Oração da Confiança ao Coração de Jesus pela intercessão de Santa Úrsula.

Ó Jesus, ao vosso Coração recomendamos este pedido (...). Olhai para ele.
Fazei o que o vosso Coração mandar. Permiti agir o vosso Coração.
O Jesus, conto convosco, confio em Vós e a Vós me entrego.
Ó Coração repleto de amor, toda a minha confiança ponho em Vós,
pois eu sozinho(a) sou capaz de todo mal, mas tudo espero de vossa bondade e amor.

Pelos merecimentos de nosso Senhor Jesus Cristo, aceitai, ó Deus
as orações levadas a Vós pela intercessão de Santa Úrsula,
a imitadora fiel das virtudes do Sagrado Coração de Vosso Filho,
e concedei-nos a graça que confiantes vos pedimos. Amém.

Sagrado Coração de Jesus, temos confiança em Vós.
Santa Úrsula, rogai por nós.


Santa Úrsula - 21 de maio - segundo dia da novena


2º Dia da Novena - 21.05.2015
 Oração sacerdotal do Senhor
(Jo 17,20-26) – ler o Evangelho da Bíblia

“Durante a jornada, quando o trabalho externo te absorve, ... e quando a união com Deus se torna difícil, pois deves pensar no trabalho que te foi confiado, esforça-te ao menos de dirigir, de vez em quanto o teu coração ao Senhor para dizer-lhe que O amas, para renovar esta boa intenção de querer fazer tudo só para agradar a teu Jesus e a tua vida toda, o teu trabalho ser unicamente para Jesus, só para Ele.
Esta atitude de dirigir o coração a Deus, embora seja de vez em quando, transformará o teu trabalho em oração, a tua vida terrena em vida sobrenatural e divina.
Não penses que conseguirás logo este recolhimento e esta união com Deus, oh, não! É um trabalho de longos anos.
Pela manhã faze o propósito de dirigir-te a Deus durante o dia em tal ou qual circunstância, por ex. ao passar de um lugar para outro, ou de um trabalho para outro. No exame de consciência [ a noite] pergunta-te se tens cumprido este propósito, renova-o, pede a graça desta união com Deus, trabalhe sem desanimar, ainda que não notes progresso; pouco a pouco, sem perceberes, tua alma estará cada vez mais estreitamente unida a Deus, tua vida concentrar-se-á cada vez mais em Cristo”. (Testamento-14º)
 “Trabalha com Ele, Ele está junto de ti, olha para ti, aumenta tuas forças e te ampara no desânimo. Trabalha sempre sob o seu olhar para que possas, com este trabalho, dizer-lhe o quanto O amas.
Com Ele e ao lado d´Ele alegra-te nas horas de recreação, para que a tua conversa seja inspirada pela sua bondade e compreensão, para que a sua alegria seja aquele santo e divino gozo das almas que amam a Jesus e a Ele se entregam totalmente.
Com Ele e para Ele recebe os alimentos, não procurando nisso apenas o prazer sensual, mas a força para melhor trabalhar para a glória de Deus.
Com Ele aceite de bom grado as cruzes e as dificuldades da vida. Ele sofreu tanto por ti, não te alegrarias, pois, podendo também manifestar-lhe o teu amor, carregando a cruz?
Assim, pois, o mais autêntico ato de amor é carregar a cruz com disponibilidade e alegria.
É tão fácil sofrer quando sabemos que Jesus está ao nosso lado, olhando para nós com muito amor.
Reze com Ele e a tua oração será melhor e mais meritória diante de Deus, pois será fortificada pela oração do próprio Jesus.
Com Ele e para Ele aproveite o descanso e o teu sono será santificado. Embora tu durmas, Ele será vigilante e rezará por ti.
Viva segundo a sua santa vontade e a tua vida será doce, agradável e rica em merecimentos e virtudes”. (Dir.A.Cap.12)
Para refletir:

1.      Qual é o tempo que você dedica exclusivamente para Deus – diariamente?
2.      Qual é a justificativa que você coloca normalmente para comprovar a falta de oração diária?
3.      Qual valor tem para você a missa dominical, a Eucaristia, a união perfeita com Jesus que se entrega a você por completo?
4.      O que você aprendeu hoje de Santa Úrsula sobre a união com Deus?
5.      Acha que isso é possível aplicar na sua realidade pessoal? Explique.

Oração da Confiança ao Coração de Jesus pela intercessão de Santa Úrsula.

Ó Jesus, ao vosso Coração recomendamos este pedido (...). Olhai para ele.
Fazei o que o vosso Coração mandar. Permiti agir o vosso Coração.
O Jesus, conto convosco, confio em Vós e a Vós me entrego.
Ó Coração repleto de amor, toda a minha confiança ponho em Vós,
pois eu sozinho(a) sou capaz de todo mal, mas tudo espero de vossa bondade e amor.

Pelos merecimentos de nosso Senhor Jesus Cristo, aceitai, ó Deus
as orações levadas a Vós pela intercessão de Santa Úrsula,
a imitadora fiel das virtudes do Sagrado Coração de Vosso Filho,
e concedei-nos a graça que confiantes vos pedimos. Amém.

Sagrado Coração de Jesus, temos confiança em Vós.
Santa Úrsula, rogai por nós.



Parabéns Ir. Cleci Cirino

Dia 04 de novembro... nossa gratidão a Deus! Ir. Cleci.... desejamos a você um Feliz Aniversário! "Uma alma radiante j...